A edição impressa está de regresso às bancas pela mão da Cooperativa Outro Rumo. A página electrónica tambem reabre portas.

Nesta edição, no capítulo dos media, há para ler uma série de artigos intitulada O Le Monde Diplomatique e os Media e assinados, entre outros, por Alfredo Maia, António Borges Coelho, Diana Andringa, Dominique Vidal e Ignacio Ramonet.

Aos interessados, o texto de Andringa – sobre a blogosfera – surge intitulado A era do jornalismo «faça você mesmo» e é dedicado a “ver como a imprensa tradicional transformou a ameaça em aliado”.

Partindo da experiência vertida em Era uma vez um arrastão, Diana Andringa confronta a promoção pela imprensa de “blogues de espontâneos e a colaboração de «cidadãos jornalistas” com o desinteresse “por outra forma de comunicação da era digital, bem mais próxima do jornalismo: os IndyMedia, os media independentes“.

A esse respeito, Andringa escreve que “os IndyMedia não escondem a sua natureza política nem a sua vocação: testemunhar as lutas sociais que se passam no mundo”.

Essa será a razão por que “encontram tão pouco eco nos media tradicionais: são mais críticos que os weblogs em relação aos próprios media tradicionais e não se inserem no “discurso dominante” dos blogues.

Em resumo, e citando o exemplo iCan da BBC, a questão central é: como sustentar as alternativas ao jornalismo tradicional?

Advertisements