Encontrei este how_to_write_letters_to_the_media.pdf de 26 páginas (e adaptado ao caso norte-americano) na secção de downloads do Accuracy in Media.

Aos que estejam interessados (não devemos estar todos?) em escrever uma Carta ao Director ou ao Editor deixo aqui a tradução do essencial.

1. Ser legível – texto escrito a computador, espaço duplo; em caso de manuscrito, não apresentar gatafunhos

2. Ter noção da actualidade – uma carta pública exige ponderação, mas esperar uma semana talvez não seja o mais indicado

3. Ser breve – a lógica comercial “se não consegues vender o produto com três parágrafos, não vais conseguir com vinte”

4. Ser simples – frases breves, parágrafos curtos, verbos fortes

5. Ser construtivo – não condenar sem apresentar sugestões

6. Ser completo – justificar tudo o que se alega

7. Exigir uma resposta – a exigência deve ser clara, educada

8. Enviar uma cópia da carta ao jornalista que assina o artigo, dá voz/cara à peça, etc.. É um gesto de ponderação

9. Guardar cópias da carta enviada

10. Envio por Fax – não ultrapassar as duas páginas (aconselho o envio por email..)

11. Partilhar a razão de queixa com órgãos reguladores (Conselho de Redacção, Clube de Jornalistas, Sindicato dos Jornalistas, etc..)

Advertisements