May 2007


collateral-damage.pngA importância de um trabalho colectivo como este Collateral Damage é facilmente compreensível:

After more than a year of reporting and research, combing through thousands of foreign lobbying records and haggling with government officials over Freedom of Information Act requests, we have published one of the most comprehensive resources on U.S. military aid and asãsistance in the post-9/11 era. “Collateral Damage” couples the reporting of 10 of the world’s leading investigative journalists on four continents with a powerful database combining U.S. military assistance, foreign lobbying expenditures, and human rights abuses into a single, easily accessible toolkit.

Hoje são tornadas públicas as conclusões sobre a secção Médio Oriente (Israel, Jordânia, Turquia), amanhã, as relativas à Ásia (Indonésia, Paquistão, Filipinas, Tailândia, Uzebequistão) e, a 5 de Junho, o contexto colombiano.

Imperdível e para arquivar.

A novidade já vem de dia 18 mas ainda não tinha dado por ela:

Os clientes dos serviços de monitorização da CISION poderão alargar o seu plano de monitorização à blogosfera através de um serviço inovador de monitorização de blogs.

(Para quem ainda não tinha dado  por ela, a Cision é a remodelação da Memorandum)

Passo a palavra:

No âmbito do projecto “Rostos Invisíveis”, uma parceria entre o Instituto Marquês Valle Flor (IMVF) e o Núcleo de Estudos para a Paz do Centro de Estudos Sociais da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (NEP/CES), terá lugar no dia 20 de Junho, na Sala Keynes, na Faculdade de Economia, em Coimbra, um workshop destinado a jornalistas subordinado ao tema «Media, conflitos armados e segurança».

O tema a debater será a cobertura mediática de fenómenos de violência, quer macro-social (guerra) quer micro-social (violência urbana, violência doméstica, etc.), incidindo sobre o tratamento jornalístico do envolvimento do sexo feminino em contextos de violência.

Deixo aqui o programa e garanto não faltar.

cjr.jpgArtigo imperdível no renovado site da Columbia Journalism Review, sobre a experiência de um ano de reportagem embedded na 101st Airborne Division:

“Thank you for telling our story.” The soldiers say they can’t wait to see the finished film. They are exhausted from their year in Iraq. Almost all of them are leaving the Army. A few will be stop-lossed. Some have already gone AWOL. They have had enough.

PS – AWOL = Absent Without Official Leave

Leitura no EL PAIS  e, vindo da semana passada, este texto CNET.

Artigo exemplar de um dos vencedores E&P 2007, a BNET:

What’s all the hype about Web 2.0, and why should you care? We’re glad you asked. To begin, you can read our BNET Briefing on what Web 2.0 is all about and how it’s changing the way companies use and manipulate online information. If you want to begin using Web 2.0 technologies inside your firm, we’ve prepared step-by-step guidance on how to take Web 2.0 applications and services for a test drive — and how to build support for them among your employees.

Assim se fazem os vencedores…

(Alguns dos) melhores media interactivos do último ano:

Melhor website informativo com mais de 1 milhão de visitantes/mês:

BBC News

Melhor website informativo com menos de 1 milhão de visitantes/mês:

The Associated Press

Melhor weblog em site noticioso:

The Swamp

Melhor website de jornal com mais de 1 milhão de visitantes/mês:

Nytimes.com

Melhor website de jornal com menos de 1 milhão de visitantes/mês:

Boomergirl.com

Melhor website de semanário:

WickedLocalPlymouth.com

Melhor website de jornal em língua espanhola:

Elpais.com

(a lista é extensa…)

Next Page »